amo !

sábado, 31 de dezembro de 2011

o homem , o poeta

/
/



Me divido em ti....
entre o homem e o poeta.
O poeta que te acaricia e embala,
e o homem que te deseja .
Um que te beija,
o outro que suga e te entra
Um te estende a mão,
o outro te come.
Um te sorri, o outro te morde.
Um que é carinho,
o outro é tesão.
Um te carrega no colo,
o outro te joga na cama.
Um seca lágrimas das tuas tristezas,
o outro te enxarca de prazer.
um te ama,
o outro é paixão.
um é coração, o outro é a pele.
um te dá o pecado, o outro a ilusão.
Se independem, se completam,
Um te ama , o outro te quer...

/

/

domingo, 13 de novembro de 2011


;
;

...e sem pudor, me buscou o rosto, me lambeu a boca. E fez de seus sonhos,
suas pressas. Na urgencia escorregadia da mão, conheceu meu corpo
em sensações de pele,veias e pelos, arrepios e suores .
Nessa ansia, sentiu-se enfim em gozo...E tremendo,gemeu,
chorou , sorriu...
/
/

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

/
/

Fui até o mais fundo possivel
que pude ir em ti,
enquanto na superficie,
nossos corpos se roçavam.
Acintosos, famintos,
te arrancando gemidos e gritos
num quase impudor de desejos.

.
Nesse louco ir e vir
e no atrito lascivo de pele, pelos e óleo
ultrapassei o limite dos teus principios
e te fiz gozar.
.
E gozei contigo
o mais forte e contínuo gozo que voce já teve.
o mais longo e profundo gozo,
que nós pudemos gozar....


/

/

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

segredos



;


;


...beijar um beijo abafado por uma boca que passeia sonhos, despertando desejos. Melando pele, murmurando salivas e suores desenhando na carne dialogos mudos do aço quente que invade talho e remorsos. Da vontade escancarada e constante numa cama de não dormir. Inflama e arde. Gozos tensos e sensações. Adolescenciar fantasias ao abrir o corpo, ajoelhado, exposto e sem pudor, em exibicionismo e entrega. Rasgo o desejo dos teus gritos, num corpo que se abre, e geme a dor de prazeres que um impulso rijo e forte faz. Como entrega de um segredo que se guarda, enxarcado e louco .



;


;

sábado, 15 de outubro de 2011

sexo?


/
/


De repente me fazem uma pergunta.
_como voce consegue manter 3 blogs que falam sobre sexo há mais de 3 anos, e falando sempre sobre a mesma coisa?
Sabe porque ? respondo
_ O sexo é sempre novidade. Não esse "sexo comum" que voce imagina ou conhece. Essa meia hora de vontades que voce busca 2 vezes por semana. O sexo não é uma finalidade numa relação, e sim consequencia e motivo. O sexo que eu digo, partilho e faço, é sexo de tempo todo, de madrugada a fora, de repetir, de fazer acontecer, de não querer parar, de não deixar dormir.
Esse meu jeito de amar, pode manter meus blogs indefinidamente. porque motivos e inspiração eu não deixo cair nunca...
E sexo nunca é a mesma coisa, ou pelo menos eu não deixo ser...
/
/

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

fantasias



/

/


Sou a fantasia, louca e sem pudores
que desperta e aguça a gula dos teus prazeres.
A voz que sussurra em teus ouvidos,
todos os teus arrepios.
O óleo que molha teu corpo,
na solitária madrugada das tuas insonias.
A mão que dança febril em tua pele,
à urgência frenetica dos teus dedos....!


/

/

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

enfim...




e de repente descontrolamente gemeu
gemeu sem esperar, sem saber, sem pedir
.


sentiu-se entregue em toda sua profundidade... .
rendida em suas forças
perdeu seus recatos e principios
revelou seus segredos,
transbordou em suas fantasias
todos os seus misterios e vontades
seus temores e angustias.
libertando-se de seus pudores
liberou seu corpo entregue.
.
gozou enfim...
gozou o momento,
gozou o instante ansiado
gozou pelos dias de espera e prantos
gozou como se tivesse gozando
por todo o tempo passado e perdido
.
Gemeu então mais forte.
libertando mais seu corpo
em seus prazeres e desejos.
gozou todo seu medo.

E sem pudores esqueceu principios .
Alimentou fantasias
.
e se deixou gozar...


;


;

sábado, 1 de outubro de 2011

e sorriu



/



/






...no inicio fechou os olhos, chorou, gemeu. Depois sentiu, vibrou, latejou,vibrou com força.
Sentiu o roçar da pele, o galope do corpo, vibrou a fantasia de seus desejos acontecer . Riu alto o latejar da carne na carne. Incorporou os cheiros, o compasso alucinado de sensações, de veias e pelos,
de arrepios e suores. Com a mão, buscou o encaixe, se acariciou como em transe, levou a ponta dos dedos enxarcados à lingua,
pra sentir o gosto. E sem pudor, me buscou o rosto, me lambeu a boca. Feliz, sentiu-se enfim em gozo..E tremendo,gemeu,chorou ,sorriu...!



/



/

sábado, 17 de setembro de 2011

encaixe







;
;
..........e de repente,

........................num gemido

...................................
que grita

...................teus desejos e fantasias.



............................direcionas
..................................meu corpo,



.................no encaixe
............................sem pudores



.......................
que teu corpo quer.



...

....

sábado, 3 de setembro de 2011







.
.
...e quando finalmente minha mão passando por entre suas pernas tocou seu corpo molhado e quente voce gemeu. Gemeu alto, gemeu forte, enquanto meus dedos passeavam por seus desejos e anseios...

..

domingo, 21 de agosto de 2011


; ;



o amor é calma, é suspiro.
ele existe ou não
a paixão é tempestade
a paixão existe e existe...
é palpavel
a paixão fura, morde, rasga a pele, entra .
A paixão xinga , arranha, enxarca.
marca o corpo, chupa a carne,
lambe, abre, entrega, goza, repete...
o amor busca sonhos e eternidades.
A paixão busca hora marcada,
não no relogio,
mas nas inconstancias do tempo.

.
.


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

simbiose

;
;



como uma simbiose (im)perfeita
jogo meu pecado no teu desejo
me alimento de ti.
te busco, te acho, te alucino,
te entro, te sugo, te como....!
;

;

quarta-feira, 27 de julho de 2011


;
;
Encontrei muitos textos meus e muitas fotos espalhados por diversos blogs. E tudo isso sem nenhum constrangimento, numa cara de pau impressionante. A partir de hoje então meus blogs ficarão bloqueados. Vou mandar convites para aqueles que sempre me visitam e comentam. Para aqueles que tem um relacionamento mais intimo com os blogs. É uma pena ter que ser assim, mas não posso dar carater nem impor educação para esses copiadores oportunistas...
;
;

sábado, 23 de julho de 2011

desejos



;
;

em lingua e pele, passeio teu corpo
gritos, sussurros, gemidos
enxarcado do gozo
que meu desejo explode .
.
óleo, bocas e mãos
que se integram, interagem,
se misturam.
Numa troca de prazeres, um gozo forte,
único
fundo, consistente , intenso
despudorado em sua forma
se encaixam e se prendem.
Cúmplices,
se repetem, se gozam, se alucinam, se dão.....!
;
;

segunda-feira, 11 de julho de 2011

desejos...



Arrepiado pelos dedos passados.
nos anseios por qualquer coisa de lingua.
indecente, aberto e exposto
teu corpo treme
no dançar da minha boca no teu gemido,
intumescido na fricção
que teu desejo geme,
;
num ir e vir de mordidas , labios e lingua
Sinto escorrer,
pelas pernas de ávidos suores,
teu gosto e teu prazer
urgente, latente, forte
Que se multiplica e quer mais,
.
fica e se deixa em nós...!

;

;

sábado, 25 de junho de 2011

não pare mais

;
;

E ela dizendo baixinho.

por favor não pare, não pare, não deixe acabar...

Suas unhas riscavam minha pele, como garras de uma leoa faminta, quando prende em no corpo sua presa favorita,

Mais, mais, assim, não pare, assim.......

seu rosto suava, seu corpo tremia, se deixava entrar. Se mexia cada vez mais rapido, como querendo acompanhar meu compasso.

eu quero, eu quero. assim, mais, mais, vai, vai ,força

Seus dentes tricavam seus lábios. sua mão puxava o lençol, mordia a fronha , descontrole

Mais forte, mais forte,com força assim. mais, mais....

Seus seios firmes , rijos se roçando despudoradamente
em meu peito,
com gosto, com vontade.


mais, mais, não, não, sim, ai assim ,não....a...ai

Seu corpo tremia, chorava , sorria. A boca procurava meu pescoço. mordia Os olhos fechavam e abriam, como não vendo. como não querendo ver
. ,
isso,isso, assim, mais. Agora Mais, mais, vai, vai, vaiiii..

Gemidos, espasmos, tremores, uivos de femea as mãos escorregam de leve do meu corpo. Relaxa. Seu sexo me prende, me cola, eu continuo De repente um silencio, a respiração mais forte. ofegando No seu rosto suado em cumplicidade, o desejo,
o prazer encontrado
um sorriso.........
/
/

quinta-feira, 16 de junho de 2011

enfim


;
;

Exploro enfim no teu corpo
a tua mais atrevida fantasia,

me perco em ti...

Me misturo com teu cheiro,

me lambuzo com teu vinho.

sinto teu gosto,

me embriago....!

;
;

segunda-feira, 6 de junho de 2011

o ponto G.



;
;

Meu sobrinho de 15 anos perguntou-me.
--Tio , onde é o ponto G ??
--senta aí, respondi, e continuei.
O ponto G é a própria mulher, não é como um local que a gente descobre olhando, como se fosse olhado num mapa de uma mulher nua...
Não , ponto G é uma grande invenção de algum péssimo amante. Ele coloca a insensibilidade, ou a falta de tesão num ponto(?) que ele não achou, ou não teve tempo suficiente para descobrir...rsrsrsrs.
Como se lá dentro fosse um mundo imenso e o sexo um filme de Indiana Jones....não é nada disso.
Acredite, ponto G é confiança, ponto G é cumplicidade, ponto G é interação, é respeito, é discrição (fundamental) ponto G é segredo, um segredo que não interessa pra mais ninguem, só interessa aos dois...ponto G é espasmo, é falta de ar, é vontade de chorar e de rir ao mesmo tempo....ponto G é ter cuidado com as palavras, palavras ferem, ponto G é não magoar.Eu conheci uma pessoa certa vez, que disse pra mim qdo conversavamos na praia.. Olha o meu ponto G é aqui, e aqui, e aqui , e mais aqui, aqui tb.... eu tenho mil pontos G....rsrs.
Concordo com ela.ponto G é chegar junto ou um pouco depois. Ponto G é continuidade.É isso, ponto G, é saber fazer, fique lá o maior tempo possivel, vai num lado, no outro,vai mais fundo, mais raso, com força, mais devagar. Fique em pé, deitado, de lado,sentado etc.., Não fique calado, não esqueça das mãos, da boca, da pele, da lingua, do antes, do depois. Fazer amor é um conjunto disso tudo, seja diferente sempre. Não esqueça que do lado de fora, ali pertinho ( rs ) o prazer é imenso, quem sabe o ponto C, para os íntimos é G tb.... ( seria óbvio demais) rsrs.É assim, Mude de posição, invente. Não esqueça nunca que não existe mulher igual a outra qdo faz amor...
Todas são diferentes, Nunca pergunte se foi bom. Tenha sempre a certeza que foi, e repita .... Não como se fosse um cão bufando e babando, espere a hora certa. E repita. Conheça as peculiaridades de cada mulher que vc tiver um dia. Não force o que o que não seja bom para os dois.
Não fique como tivesse martelando alguma coisa. O corpo da mulher é sensivel demais, reaje a tudo, tente identificar essas reações. Não pense apenas em ter prazer, e sim em dividir prazer...E não esqueça a mulher quer gozar tb, igualzinho a voce. Mesmo se ela tiver que fingir, na tua rapidez.... E tem mulher que finge tão bem, que só vai gozar mesmo, depois que tu vai dormir pensando ser o maior amante do mundo.rsrsrs
É isso aí, ponto G é isso e muito mais. mas se não for, voce vai ter todo o tempo do mundo para descobrir....
e mais, não busque exatidão, o corpo da mulher tem mil caminhos a percorrer...
;
;

terça-feira, 24 de maio de 2011

amar, amar

;
;



Hoje fiz teu gozo
Um gozo verdadeiro,
na (in)consciencia plena de ser gozo
um gozo em quase descontrole....
um gozo longo, espasmodico, contínuo.
Múltiplo
Em pleno suor na madrugada fria
desentranhei teu gemido .
Intenso, gutural, inimaginavel...
;
;
...de verdade mesmo, só se ama apaixonadamente assim: longo, completo e dentro. Há de se ter intensidade no louco ir e vir nas partes mais vastas e mais fundas da mulher, e no roçar impudico de todas as sensações da superficie, com o atrito sem pudor de todas as sensações da pele....
;
;

domingo, 15 de maio de 2011

Jeito louco...




;


;


Amo esse teu jeito exibicionista de ficar nua,
como se estivesse brincando de ser prazer.
Desse teu modo assanhado,
quando beija na boca todo o nosso segredo.
Quando chupa em meu corpo, toda nossa fantasia
.Desse despudor ao se encharcar em nossa cumplicidade,
e de gozar no tempo certo,
toda essa nossa gostosa mania e
esse nosso intenso jeito louco de fazer amor....
;
;

segunda-feira, 9 de maio de 2011

gemidos...

;


. .
num roçar espalhafatoso,
deslizo no vermelho de teu corpo aberto, exposto,
encharcado num impudor de sensações.
.
Arrepiado .
Em anseios por qualquer coisa de lingua.
indecente em qualquer espaço de pele,
dançar minha boca nas tuas vontades,
intumescido na fricção
que meu corpo faz,
.
rimo a urgencia do meu desejo,
entrando por teus prazeres.
Apertar teus gemidos,
me molhar de ti...
,
,

sábado, 30 de abril de 2011

misturas

/



/
...as misturas do gozo
nos lençois, tantas manchas de nós.
no corpo, as marcas que a boca deixa.

.
a mão que mexe e molha
a lingua que percorre teus seios
os dedos te fazendo gemidos.
Entro então e fico em ti.
.
Em desarrumada cama,
as sensações
de noite inteira...!
/

/

sábado, 23 de abril de 2011

Nós...

/
/





...reinvento prazeres. Controlando incontrolaveis descontroles de gozo para dividir contigo no momento magico do teu primeiro espasmo. Fico latejando, em teu corpo que se encaixa e grita. Impudor de palavras e gestos num vai e vem forte e fundo, desconexo.Num compasso que morde labio e geme, acompanhando o ritmo quente e molhado em teus tremores e suores. Dança irreal de pele e pelos que enlouquece e cura. Alquimia. Numa poesia de corpos não escrita. Tremores multiplos, lúdicos ,constantes. olhar que se fecha caleidoscopicamente em gozo, contínuo. Multicor. Misturas cumplices. Lagrimas, sorrisos, vórtices, vértices. Nós...
/
/

domingo, 17 de abril de 2011

cama de não dormir.

; ; /



...beijar um beijo abafado por uma boca que passeia sonhos despertando ilusões. Melando desejos, murmurando salivas e suores desenhando na carne dialogos mudos do aço quente que invade talho e remorsos. Da infidelidade escancarada e constante numa cama de não dormir. Inflama e arde. Gozos tensos e sensações. Adolescenciar fantasias ao abrir o corpo, ajoelhado, exposto e sem pudor, em exibicionismo e entrega. Rasgo o desejo dos teus gritos, num corpo que se abre, e geme a dor de prazeres que um impulso rijo e forte faz. Como entrega de um segredo que se guarda, enxarcado e louco .
; ; /

sábado, 9 de abril de 2011

...

;
;

...e voce toda nua, fazendo toda a vontade das vontades que eu tenho, berrando os silencios que teu corpo geme, nos desejos que teu corpo pede, dos prazeres que meu corpo faz...
;
;

terça-feira, 5 de abril de 2011

mais...

. .
voce não deixava o tempo passar simplesmente, não deixava a vida passar por passar. Com sorriso bonito, e desejo a flor da pele,voce pulava na cama e se apertava em meu corpo, falando bobagem, dizendo coisas de querer fazer. Abria minha roupa, sentia todo o desejo em meu corpo e sorria feito menina assanhada brincando de brincar prazeres... num ir e vir louco por querer fazer mais, lambia minha excitação. Fazia da minha pele, desejos e sabores. Da minha carne, prazeres e pecados, e engolia sem pudores e preconceitos todo meu gemido mais forte...me mordia o corpo e me apertava contra si sempre querendo muito, sempre pedindo mais. Sem pudores e ansiosa apalpava meu corpo e como se fosse numa brincadeira de fazer amor, sorria, dizendo baixinho:
--vem outra vez, vem, vem mais...
;

;

quinta-feira, 31 de março de 2011

enfim...

;
;

e de repente descontrolamente gemeu
gemeu sem esperar, sem saber, sem pedir.
sentiu-se entregue em toda sua profundidade... .

rendida em suas forças
perdeu seus recatos e principios
revelou seus segredos,
transbordou em suas fantasias
todos os seus misterios e vontades
seus temores e angustias.
libertando-se de seus pudores
liberou seu corpo entregue.
.
gozou enfim...
gozou o momento,
gozou o instante ansiado
gozou pelos dias de espera e prantos
gozou como se tivesse gozando
por todo o tempo passado e perdido
.
Gemeu então mais forte.
libertando mais seu corpo
em seus prazeres e desejos.
gozou todo seu medo.
E sem pudores esqueceu principios .
Alimentou fantasias
.
e se deixou gozar...
,
,

domingo, 27 de março de 2011

viajar em nós...

;

Viajo em ti na tênue distancia que se faz no estreito espaço entre nossos suores e olhares. . Corpos e linguas entranhados em sensações. Emaranhados em si. Num (des) equilibrio instintivo, selvagem, espamodico e incontrolavel, onde palavras soam gritos abafados, e sussurros. Dou vida enfim a urgencia ansiosa da tua fantasia. Cavalgo tua pele e pelos. Cru. sem pudores e principios indelicado,lascivo, bruto em sensações, irracional . Invado o profundo profano do teu corpo. que se abre em fendas, rútilo, quente exibido e louco. Num encaixe que tua alma, geme e aceita. Pede e quer mais. E continuo a viagem ...

,


,

quarta-feira, 23 de março de 2011

provocar...

;
;


tenha-me com todo o desejo ,
e com o desejo todo
que tua alma procura e teu corpo quer.
entregue-se lasciva, nua.
Faminta
.
Com tua lingua molhada,
explore minha pele,
morda meus prazeres
sinta-me, sem pudores.
e sem principios .
sorria , chore, chupe e sugue.
Reze por este despudor,
que te impõe pecados.
.
Faça dos teus gemidos, ecos
e os meus , provoque.
e nessa explosão de sensações,
luz e sons,
;
sinta meu gosto...!

sexta-feira, 18 de março de 2011

tudo...

;
;
até que enfim voce está aqui,
outra vez aqui,
vamos fazer desse final de semana
uma longa louca madrugada...
e vou fazer contigo,
tudo o que eu tenho vontade de fazer contigo.
desculpe repetir,
mas vou fazer contigo,
tudo o que eu tenho vontade de fazer contigo...
;
;
;

terça-feira, 15 de março de 2011

;
;

Nessa sensação de eternidade em nossas noites...não seremos nunca, lembranças ou saudades ou expectativas de longinquos amanhãs . Não daremos tempo ao tempo pra isso..Nem promessas ou imaturas juras. de que adianta ?? Na atemporalidade de nossas madrugadas somos simplesmente os não outros numa ansiosa urgencia do agora, do já.....Transpiramos emoções. Nesse entrelace louco de suados corpos, nossos mergulhos na maré alta de prazeres..Eu e voce somos desejos a flor da pele. Somos apenas corpos que se molham e colam. Nossas almas aceitam e levitam cúmplices, entendendo nessa intensidade , que somos apenas isso, as vontades loucas que nossos corpos tem...
;
;

quarta-feira, 9 de março de 2011

Simplesmente...

;
;
vou fazer amor contigo
do modo que voce quer de mim
daquele modo que não pede licença
que busca no teu desejo
o descontrole no teu prazer
a (in)sanidade do teu gozo
Que te faz querer muito, na urgencia de querer mais.
.
Sou corpo rijo que te enxarca
que te faz sorrir e gemer
que te penetra sem limites , sem cuidados
..
Na femea que se quer posse
Sou simplesmente o macho
que tua fantasia anseia.
O macho que te entra
te abre, te goza e te come
na frente e verso de tuas vontades
Sem fronteiras, sem censuras, sem pudor...
.
.

quarta-feira, 2 de março de 2011

foi assim...

;
;
foi assim
num repente,
que teu sorriso ansioso
envolveu todo meu desejo,
engoliu toda minha vontade.
Na avidez dos teus lábios
e na volupia da tua lingua,
um sabor ácido de sensações,
que explodiu como onda de maré alta...
.
e deixou escorrer da tua boca, um gosto forte de nós dois !
;
;
06/2010

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

lembrar...

,
,
Tenho o eco
do teu gemido
ainda gravado no subconsciente
do meu desejo.
;
Excita-me a lembrança.
Excita-me o corpo.
;
Relembro teu compasso,
tua pele, teu cheiro,
tua lingua.
A urgencia da minha mão em ti.
E do teu jeito lascivo, meio louco,
e adoravelmente sem pudor
de se deixar entrar...

;;

;

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

cumplices


;
;
...entro no quarto, ela estava deitada , nas janelas entreabertas as cortinas ao vento, dançavam. Ao me ver entrar pela claridade da porta, fez um sinal de silencio, colocando o indicador encostado nos lábios. Apontou a poltrona , onde me acomodei. A música calma, a meia luz no quarto dava um toque de imaginações e desejos. Seu corpo nú se mexia, como de uma dançarina vulgar. Abraçou a seda dos lençois, e se roçava forte na cama. O pensamento, como que viajando em emoções e lembranças. Os olhos fechados abriam seu corpo. Seus dedos deslizaram na pele suada fazendo arrepios na cumplicidade da solidão do instante. O coração batia mais forte, seu corpo molhado disparou num ritmo alucinado de vontades e de sensações. Gozou então sozinha, gozou só pra ela como num palco de prazeres, egoisticamente gozou,um gozo forte de verdade...e eu ali, perdido, um espectador especial, voyeur de momento único, testemunha de um gozo entregue, despudoradamente lindo, exibicionistamente louco.
.

...no inicio de uma madrugada de desejos, um impudor cumplice de prazeres, que começa onde normalmente os outros terminam. No gozo, no fim...
.
.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

inimaginavel...

;
;
Hoje fiz teu gozo
Um gozo verdadeiro,
na (in)consciencia plena de ser gozo
um gozo em quase descontrole....
um gozo longo, espasmodico, contínuo.
Múltiplo.
.
...nos suores da madrugada quente,
desentranhei teu gemido .
Intenso, gutural, inimaginavel...
;
.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

prazeres



;
;


...e de repente nossas bocas fizeram de nós uma brincadeira qualquer. Sugamos ao mesmo tempo, todos os nossos principios e pudores, provocamos todos os nossos gemidos, lambemos com força todos os nossos desejos, e engolimos sedentos, como numa ultima implosão do corpo, todos os nossos prazeres...
;
;

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Amor é arte..!

;
;

Não chega a ser uma inspiração ,
mas sim relatos de momentos vividos.
O encaixe perfeito.
o momento certo, O entrelace...
Escrevo instantes vividos em paixões.
Faço da minha cama , uma tela ,
do corpo febril de uma mulher,
uma aquarela.
E dessa mistura louca de paixão e de desejo,
faço no amor... a eternidade do gozo.
.
Como se fosse modelo para um quadro pintado
pela mão iluminada de um artista.
.
Que transcrevo feliz em poemas ,
do layout das preliminares sensações...
ao orgasmo escandaloso
da arte final !
.
.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

e sorriu...


;
;
de repente começou a gemer
via cores que piscavam
num psicodelismo de instante
sentia um peso sobre seu corpo e se contorcia
de um modo alucinado, e cada vez mais forte.
e ainda assim, flutuava , tremia e flutuava.
sentia contrações, espasmos
sentia o corpo rasgar
escutava uma voz ao longe,
e suores pingando na pele quente,
dizia coisas desconexas. E escutava.
o corpo vibrava
enxarcado, misturado as sedas dos lençois,
vibrava sem compasso certo e cada vez mais forte.
E continuava flutuando, tremendo, gemendo, mas flutuando...
e ficou assim , durante um longo tempo.
As repetições, a constancia, o contorcer do corpo, os suores sobre ela.
;
Aos poucos um ritmo mais certo, mais calmo
os olhos fechados se entreabrem
os braços largados
ao longo do corpo nú.
o corpo automaticamente ainda reagia
em espasmos leves.
;
mas agora com uma sensação de volta
lenta, calma
relaxada.
.
Puxou então meu braço pra cima dos seus seios
e se encostando mais forte em mim
sorriu...
;
;

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

vadiar teus sonhos.




fazer um amor bandido, amor vadio,
um amor por amor , uma troca
sem etiquetas ou cuidados.
acordar teus instintos

provocar teu susto, teu "medo" e teu grito.
.
te invadir sem licenças,
acordando teu impudor, tua fantasia, tuas ansias
te cansar , te descontrolar, te rasgar a roupa.
.
Fazer posse do teu corpo, te usar.
te lamber, de morder, te comer
te fazer ciscar prazeres inquietos, engolir gostos que escorrem
num cio de um prazer escondido, medroso e vulgar.
entre quatro paredes de tesão aceso.
.
apertar teus seios, chupar teus anseios
provocar o remexer do teu corpo
vadiar teus pontos de vista, teus principios, tua nudez
aberta e descontrolada,
acintosa, despudorada, exibida...
.
romper com estoques de desejo, teu corpo entregue
vermelho, pedinte, molhado.
Querendo ser invadido
sem dó, sem cuidados, sem pena.
Selvagem, insano, com força
provocar gemidos na tua pele suada,
só pra fazer teu gozo,
e te fazer querer mais,
e te mostrar o quanto mais tu quer fazer...
.
e te deixar fazer
;
;

sábado, 22 de janeiro de 2011

não vou saber...


;
;

queria fazer em versos,
toda poesia
dessa madrugada em ti...
mas não fiz.
Como traduzir tuas sensações?
teu cheiro,
teu gosto.
.
impossivel mostrar num verso
meu toque lascivo no bico do teu peito.
Que parece,
tentando furar tua roupa,
fugir pra mim...
como vou colocar em palavras
o passeio da tua lingua,
percorrendo meu corpo.
lambendo meu gozo.
Como rimar a urgencia da minha mão furtiva,
entrando por tuas coxas,
apertar teu gemido
se molhar de ti...
.
não...eu não vou saber contar tudo isso,
eu só sei sentir...
;
;

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

aí então...


;
;
Quando tirei tua roupa, voce tremeu. Tremeu num gemido molhado, molhado de sentir descer. De correr coxas. De lambuzar. Mordeu labios, quando minha mão passeou teu corpo. E minha lingua lambeu teu gosto.uma felicidade sem pudores, sem limites. Rocei nas tuas costas, um suor de arrepiar pele e suspirar...falou besteiras qdo sentiu na mão, minha excitação e apertou. Apertou com força, como pra ter certeza e brincou de mexer, de apertar. De querer, de querer mais. E levou à boca e beijou, engasgando desejos, numa ansia de urgencias, beijou, lambeu, chupou e mordeu...E fez do corpo prazeres e vontades. Urgencias e sensações.
Aí então, voce gemeu um gemido alto, e forte, quando sentiu meu desejo guloso entrar com força , todo em voce....

;;

sábado, 15 de janeiro de 2011

Região Serrana / RJ


doi por quem morreu
doi por quem ficou
Doi tanto que parece mentira...
;
;
..
Hoje não é dia de poesia , é dia de ajudar .
Que cada um doe um pouco mais de si.
Que ajude de algum modo...Doando sangue, alimentos, roupas, água...
procure um posto de donativos...
É muito sofrimento. A Região Serrana do Rio de Janeiro precisa.
;
.
;

sábado, 8 de janeiro de 2011

choro e riso...

;
;
Danço em tua pele,
o som do teu gemido
Murmúrios de música sussurrada, gemida,
onde és vocal, eu orquestra.
.
o teu corpo suado,
ao ritmo em despudor do meu compasso.
Roça teus sentidos.
.
Deslizo nas gotas, que chovem do teu desejo ,
e me entranho no teu prazer.
Um ir e vir constante,
forte, selvagem e louco .
Tremo no teu tremor
que se contorce.
Um transe.
.
me aperta ,
se enxarca
me arranha.
e num gozo forte, túmido
e sem controle
chora feliz um riso nervoso...
;
;

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

retorica do corpo...


;
;
somos inconsequentemente amantes,
numa consciencia impudica de nossas fugas e sofismas.
beijamos a boca num beijo bandido.
E dormimos sonhos indefesos
simples pesadelos que não nos deixam acordar.
Devoro teu corpo, provoco teus sons,
penetro sem dó teus espaços, aperto teus montes,
mordo e molho tuas entradas.
Somos nossa nudez,
e o arrepio que minha lingua faz na tua pele
quando tu se abre e sorri.
Simplesmente uma retorica do corpo.
Uma verossimilhança de amor.
E assim vivemos nossos pecados,
nessa ambiguidade
nossas consequencias...
;
;

sábado, 1 de janeiro de 2011

Reveillon

;
;
ontem (hoje) de madrugada por volta de meia noite e meia eu desci para beber uma água de coco, ainda estavam soltando os fogos tradicionais do reveillon em Copacabana.Tudo com muita gente, mas consegui um espaço e me encostei ao lado do quiosque , e pedi o coco...Nesse intervalo uma menina , com uma roupa toda branca,que estava junto há um grupo de amigos veio tb ao quiosque e pediu uma garrafa de água mineral. Mas tinha muita gente e ela, em razão disso se encostou em mim. Eu estava meio de lado e ela de costas para mim, de frente para o balcão. Ela qdo sentiu meu corpo, se adiantou um pouco, quase como um reflexo, mas não pode se afastar muito, então ficamos praticamente "colados" ainda. Eu sentindo o corpo da moça encostado em mim, comecei a me excitar, e fiquei até preocupado dela reclamar ou tentar sair mais um pouco, o que seria dificil.Mas ao inves disso ela se apertou mais em mim e ficou olhando os fogos enquanto a água não vinha. Mas sempre com o rosto sério e sem me olhar.Meu coco chegou, e eu para pega-lo tive que me encostar mais ainda nela. Minha excitação já estava alta.... eu apenas com uma calça fina encima do corpo, que evidenciava ainda mais o volume no corpo.Ela já nem tentava mais se separar, pelo contrario, se virava para os lados e se roçava com mais força em mim. Fingia olhar o show pirotecnico e inclinava o corpo para frente se apertando mais.Mas tudo isso sem falar nada, apenas o rosto já estava mais leve, mais solto.Qdo veio a garrafa d'agua que ela tinha pedido, ela pagou e se virou para sair, e nessa virada deixou a mão descer e bater na minha.... excitação.esbarrou e deixou a mão se roçar mais raspando até sair de onde estava.Só nesse momento que senti o olhar dela nos meus. Olhei para ela e falei no meio dos fogos "um feliz 2011 pra vc"..... ela me encarou, piscou um olho, sorriu, ...
;
;