sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Vórtices.










...reinvento prazeres. Controlando incontrolaveis descontroles de gozo para dividir contigo no momento magico do teu primeiro espasmo. Fico latejando, em teu corpo que se encaixa e grita. Impudor de palavras e gestos num vai e vem forte e fundo, desconexo. Num compasso que morde lábios e geme, acompanhando o ritmo quente e molhado em teus tremores e suores. Dança irreal de pele e pelos que enlouquece e cura. Alquimia. Numa poesia de corpos não escrita. Tremores múltiplos, lúdicos ,constantes. olhar que se fecha caleidoscopicamente em gozo, contínuo. Multicor. Misturas cumplices. Gemidos, lagrimas e gritos. Crepitamos como brasa. Redemoinhos. Como vórtices.
Nós...




domingo, 16 de outubro de 2016

a conta, rápido...






Estava jantando com uma amiga. Uma amizade que era totalmente em cores. Uma amizade de cama e mesa. Mas sem nenhuma ligação mais seria. Afinal ela tinha sua vida e eu a minha. Mas a natureza tem coisas que nem a natureza explica. E, pensando bem, explicar pra que ?
E ela, entre uma colherada e outra da sobremesa, começou a conversar sobre sexo. mas dessa vez seu olhar estava, mais  dentro do meu, estava diferente, mais encorpada, seu pé por baixo da mesa, procurava minha perna. O modo de levar a colher a boca estava acintoso, diferente... 

__ Queria que voce fizesse amor comigo me tratando como se eu fosse bem vadia, bem  piranha, bem puta, bem vulgar. Faça o que quiser, xingue, bata, fale, ofenda. me use . Abuse disso. Arranque minha roupa, me vire do avesso. Mande eu fazer o que quiser que eu faço. Quero muito assim...

__ mas é sempre assim...  - respondi .

__ eu sei, mas gosto de falar isso, falar disso. Me solto mais. Parece que incorporo. Me sinto uma. E acho que sou. Só me prendo. mas com voce fico mais solta, Deve ser teu jeito. Adoro ser puta pra vc. Ser comida por voce.
Feito alguma coisa que baixa em mim. Que entra no meu corpo Me da vontade de falar palavrão, de rir alto. De trepar feito uma alucinada. De ser sacaneada, machucada. Adoro. Estou quase tendo um treco aqui, só em falar assim. Só em pensar. Vamos embora logo Mau. Não aguento mais. Isso é loucura. Voce desperta essas coisas em mim. Porque? vamos logo...Vontade demais, minhas pernas estão deslizando uma na outra, como uma onda.... Vamos logo..

__ Garçom, por favor a conta.

__ e bem rápido...- ela completou 





sábado, 8 de outubro de 2016







Nessa sensação de eternidade em nossas noites...não seremos nunca, lembranças ou saudades ou expectativas de longinquos amanhãs . 
Não daremos tempo ao tempo pra isso..Nem promessas, nem juras imaturas. de que adianta ?? Na atemporalidade de nossas madrugadas somos simplesmente nós, numa ansiosa urgencia do agora, do já...
Transpiramos emoções. Nesse entrelace louco de corpos suados, 
nossos mergulhos na maré alta de prazeres..Eu e voce somos desejos a flor da pele. Somos apenas corpos que se molham e 
colam. 
Nossas almas aceitam e levitam cúmplices, entendendo nessa intensidade , que somos apenas isso, as vontades loucas que nossos corpos tem...